Greta Thunberg denuncia o Brasil na ONU e critica líderes mundiais por 'roubarem' sua infância


Greta Thunberg denuncia o Brasil na ONU e critica líderes mundiais por 'roubarem' sua infância


Data: 24/09/2019

Uma jovem de (16) anos de idade, junto com mais 15 ativistas, utilizam uma adolescente para falar, expor os pensamentos do gruppo, usando assim uma forma de auto proteção em caso de ocorrer algum crime, pelo fato do entendimento da Lei de proteção ao menor, geralmente acontecido no meio do Mar com transmissão simultãnea, também como forma de proteção e área neutra; protestar é certo, mas utilizar um adolescente para falar ou cometer qualquer tipo de agressão em nome do grupo e mascarar-se de vítima amparado na proteção da Lei do menor é outra coisa; veja o que fala sobre o fato o site metro1.

"A sueca Greta Thunberg apresentou hoje (23), junto com outros 15 ativistas climáticos, uma denúncia contra o Brasil e mais quatro nações ao Comitê das Nações Unidas (ONU) para os Direitos das Crianças, durante a cúpula do clima da ONU.

O grupo alega que a incapacidade desses países de enfrentar a crise climática constitui uma “violação dos direitos dos menores”. "Faço isso porque os líderes do mundo estão fracassando em proteger os direitos dos menores, continuando a ignorar a crise climática", disse Thunberg.

A ativista de 16 anos ainda criticou os líderes mundiais por "roubarem" sua infância. "Está tudo errado. Eu não deveria estar aqui em cima. Eu deveria estar de volta à escola do outro lado do oceano (...) Você vem até nós, os jovens, em busca de esperança. Como ousam? Vocês roubaram meus sonhos e minha infância com suas palavras vazias. Os jovens estão começando a entender a traição de vocês", disse.

Dias depois de milhões de jovens irem às ruas de todo o mundo para exigirem uma ação emergencial contra a mudança climática, líderes se reuniram na ONU nesta segunda-feira para tentarem injetar um novo ímpeto nas iniciativas hoje travadas para conter as emissões de carbono".